Musicoterapia

A Associação

  A APMT é uma organização sem fins lucrativos fundada em Janeiro de 1996, com a missão de reunir os profissionais de disciplinas afins e promover o desenvolvimento da Musicoterapia em Portugal.

 

  A fundação da APMT resultou do esforço de um grupo de profissionais e sócios da Associação Portuguesa de Educação Musical (APEM), e do interesse dos participantes do primeiro curso de formação em Musicoterapia existente em Portugal, organizado pela Secretaria Regional de Educação Especial da Madeira.

 

  Desde ai, a APMT tem vindo a organizar encontros ligados ao tema da Musicoterapia em várias regiões do país, bem como a promover o estabelecimento de critérios de qualificação para a prática e para a formação profissional em Musicoterapia.

 

  A APMT tem ainda servido de fonte de informação e encaminhamento entre profissionais, instituições e pessoas interessadas na prestação de serviços de Musicoterapia.

A APMT foi constituida com a finalidade de agrupar e relacionar os profissionais da musicoterapia bem como de outras entidades interessadas no seu estudo, prática e investigação

A APMT é uma organização sem fins lucrativos. Se quiser apoiar a APMT, contacte-nos.

É essencial a participação de todas as pessoas interessadas e com opiniões válidas acerca da prática da musicoterapia em Portugal. Apenas assim a APMT ganha corpo e força construtiva, tornando-se mais produtiva e credível aos olhos da comunidade profissional.

No dia 14 de Maio, a APMT foi notificada de que a Petição para o reconhecimento da profissão do musicoterapeuta em Portugal foi considerada válida e formalmente aceite para ser debatida na Assembleia da República.

Foi com muito orgulho que recebemos o feedback da Comissão Parlamentar com quem reunimos no passado mês de Fevereiro, reconhecendo a solidez da nossa proposta e a abrangência do trabalho já realizado ao longo dos últimos anos, com vista à definição de requisitos de acesso à profissão e às boas práticas da musicoterapia em Portugal.

Fomos informados de que a petição será encaminhada para debate no Hemiciclo e de que foram desde já solicitados os pareceres da Srª Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social e do Sr. Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a quem compete regulamentar e reconhecer a profissão, e definir os critérios de formação académica para o exercício da musicoterapia.

Esta notícia vem trazer-nos redobrada energia para continuar a trabalhar nesta missão da qual não desistiremos nunca, apesar de estarmos cientes do tempo e esforço que ela irá requerer. Um passo de cada vez, estamos no caminho certo e temos esperança de ver a prática da musicoterapia reconhecida e regulamentada.

Ligue:

+351 933 242 678

Endereço: 

Rua Freitas Gazul, nº 34 loja 5
1350- 149 Campo de Ourique
Lisboa

Atendimento ao público:

Mediante solicitação prévia e marcação

© 2015 por Associação Portuguesa de Musicoterapia